Como Montar um Armazém de Resíduos Perigosos

Como Montar um Armazém de Resíduos Perigosos

Existem diversos tipos de resíduos perigosos, que podem afetar a natureza, contaminar mananciais e intoxicar pessoas e animais.

Alguns tipos de resíduos podem ser armazenados temporariamente ou por tempo indeterminado conforme o tipo do resíduo e o impacto que poderá causar.

Isso deve ser orientado por ambientalistas, estudiosos e pessoal especializado em coleta, armazenamento e destino ao material de forma correta.

O material deve ser coletado, armazenado, catalogado, selecionado e atendendo a todas as especificações técnicas e normas exigidas pelos órgãos competentes.

Também necessita de monitoramento tanto do local como do pessoal que estará envolvido na operação.

O local deverá possuir especificações de acordo como:

– Recepção;
– Pisos adequados;
– Ambiente fechado e seguro;
– Sistemas de exaustão e o que mais se tornar necessário para cada tipo de resíduo.

Os resíduos devem ser recolhidos de forma correta, em caminhões, tonéis e vasilhames de acordo com a periculosidade de cada um.

Assim após o fracionamento a coleta deve seguir o destino adequado em local pré estabelecido e com estudo do destino temporário e ou final.

Os veículos devem ser credenciados para coleta dentro das normas e registros cabíveis para a atividade.

Os funcionários devem possuir certificados e cursos de cargas perigosas e procedimentos adotados em caso de acidentes.

Para saber mais clique aqui ou ligue 35.3721.8484 ou WhatsApp 35.99704.7091


Também devem possuir licença de trânsito para carregamento desses materiais.

Outro fator importante é o rastreamento da carga, caso de acidentes a carga tem que ser socorrida sem prejuízos para a sociedade, natureza e pessoas.

Algumas cargas armazenadas temporariamente devem seguir ao destino final de acordo como, por exemplo:

– Aterro sanitário e aterro distinto;
– Incineração;
– Processamentos;
– Transporte;
– Armazenamento;
– Destino;
– Limpeza;
– Esterilização e outros procedimentos.

Como:

– Emissão de laudos técnicos e análises dos produtos.

Todos esses procedimentos devem possuir acompanhamento de profissional da área Ambiental.

Os resíduos perigosos devem ser acompanhados por critérios de classificação que estão em termos técnicos e devem ser analisados pelos departamentos de estrada de rodagem e transportes em geral.

O veículo deve possuir sinalização, aprovação e permissão para transporte de cargas perigosas.

Também devem possuir cursos, treinamentos e equipamentos caso acidentes ocasionais.

A carga deve ser fiscalizada e orientada de como transportar, caso acidentes como vazamentos, tombamentos e acidentes podem ser fatais para muitas pessoas, áreas e mananciais.

O veículo deve possuir manual de procedimentos para com o tipo de carga transportada.

Todo tipo de resíduo perigoso pode produzir efeitos devastadores na natureza, seres humanos e ecossistema.

Para que isso não ocorra de forma trágica é essencial tudo o que falamos acima e a classificação dos elementos e produtos químicos das cargas perigosas, destino e armazenamento.

A rotulagem dos resíduos também deve ser de forma eficaz, clara, nítida, toxicidade e explicativa.

Podem ser classificados por níveis biológicos, corrosivos, características físicas- químicas, toxidade, compostos, estruturas entre outros.

 

Para saber mais clique aqui ou ligue 35.3721.8484 ou WhatsApp 35.99704.7091

Clique abaixo para saber mais sobre Armazém de Resíduos Perigosos

Planta Baixa de Empresa de Trasporte de Resíduos Perigosos

Projeto de Empresa de Transporte de Carga

Como Montar Aterro de Resíduos

Equipamentos e Máquinas para Empresa para Escolta de Cargas

Panta de Armazém de Resíduo Perigoso

Montar Empresa Transportadora de Alimentos Perecíveis

Como Montar Empresa de Transporte Rodoviário de Cargas

Planta Baixa de Procedimento Operacional Padrão POP – Transportadora de Medicamentos

Projeto de Empresa para Transporte de Cargas

Devem ser sinalizados também com símbolos de segurança.
Como:

– Inflamáveis;
– Explosivos;
– Corrosivos;
– Nocivos;
– Irritantes;
– Tóxicos e
– Comburentes.

Os resíduos também passam por classificações como divisão em grupos:

A = Resíduos Biológicos;
B = Resíduos Farmacêuticos, resíduos quimioterápicos e medicamentos;
C = Radioativos e
D = Resíduos comuns.

De modo que todos os resíduos perigosos sejam eles a forma que forem… Devem ser etiquetados, embalados da forma adequada que estiverem dispostos na lei de segurança e periculosidade e oferecimento de grau de toxidade.

Devem ser armazenados e terem o destino final de acordo com as normas específicas no caso de cada um deles por empresas credenciadas.

Alguns resíduos mesmo após incineração, ou outro processo ainda tem que passar por tratamento químico de solidificação, neutralização e estabilização.

Existem resíduos que não podem ser incinerados como o caso dos:

– Radioativos;
– Hospitalares e
– Inorgânicos.

Outros como:

– Drogas e entorpecentes;
– Resíduos hospitalares;
– Centros de saúde não cirúrgicos;
– Laboratórios de análises;
– Dentre alguns resíduos orgânicos;
– Farmacêuticos;
– Resinas e outros podem ser incinerados só que de forma correta e com acompanhamento de profissional da área.

Para saber mais clique aqui ou ligue 35.3721.8484 ou WhatsApp 35.99704.7091

Esse processo de incineração deve utilizar de técnicas corretas, gerenciamento, controle de tratamento de efluentes e deverão ser utilizadas usinas adequadas para a prática.

Reduzindo a periculosidade dos produtos.

A empresa deve ter constante controle de qualidade na captação de resíduos e destinos finais para os produtos, mantendo qualidade e rigor em suas atividades.

Os profissionais devem ser qualificados para os serviços e devem agir de acordo com as especificações e leis ambientais, reduzindo assim o nível de perigo ao máximo.

A empresa deve possuir frota própria, equipada de tecnologia adequada.

A realização do recolhimento, destino e gerenciamento de resíduos é um trabalho que deve ser efetuado em conjunto principalmente com os órgãos fiscalizadores sejam eles tóxicos, inflamáveis, hospitalares, farmacêuticos, químicos e outros.


Exemplo de Armazém de Resíduo Perigoso com 100 m2


1. Atendimento;
2. Administração;
3. Almoxarifado;
4. Vestiário;
5. Copa e
6. Banheiro