Como Montar um Centro de Controle de Pragas

Como Montar um Centro de Controle de Pragas

Montar uma Central de Controle de Pragas é simples.

O empreendedor deverá contar com um número de funcionários de acordo com o tamanho do empreendimento e os atendimentos que pretenderá realizar.

Os insetos e animais mais comuns que uma central trabalha são:

Ratos;
Pombos;
Aves oportunistas;
Baratas;
Pernilongos;
Morcegos;
Moscas;
Formigas;
Carrapatos;
Caramujos;
Lacraias;
Traças;
Percevejos;
Animais peçonhentos (aranhas, escorpiões e cobras);
Pulgas e
Cupins.
Existem diversos métodos de ataque contra esses animais.
Podendo ser com:

Iscas;
Veneno e ou
Captura.

Esses insetos e ou roedores podem causar doenças graves e até a morte de pessoas devido ao indiscriminado modo que se procriam e aumentam quando há um descontrole qualquer.


Como é nociva a saúde humana devem ser exterminados e afastados do convívio de:

Pessoas;
Locais;
Empresas;
Casas;
Escolas;
Creches;
Hospitais;
Supermercados;
Clínicas Médicas;
Centrais de distribuição de alimentos;
Bares;
Asilo;
Bufês;
Indústrias;
Fábricas;
Restaurantes e tantos outros estabelecimentos.
A central deve atender as normas de conduta de Controle integrado de pragas.

Nesse controle estão disponíveis os níveis de toxidade a que podem estabelecer o uso, normas de segurança, medidas preventivas, racionalização de defensivos químicos e utilização de produtos.

A empresa deve ser monitorada de forma que os funcionários saibam como utilizar os produtos devidamente através de treinamentos, assistência médica e registros de atividades.

Esse trabalho deve agir de forma cuidadosa a fim de levar proteção e confiabilidade aos clientes.

 

Clique abaixo para saber mais sobre Centro de Controle de Pragas

Planta Baixa de Controle de Pragas Urbanas

Projeto de Centro de Controle de Pragas e Insetos

Como Montar Fábrica de Inseticidas (Spray)

No caso de alguns insetos como as Formigas que aparecem em diversos ambientes e buscam alimentos o ano todo, elas podem causar uma série de doenças, bactérias e micróbios quando estão em exposição dentro de ambientes como hospitais.

Outras como Pulgas e Carrapatos podem causar alergias, doenças infecciosas e diminuição da capacidade do ser atacado se houver infestação.

Escorpiões, Aranhas e Cobras podem causar até a morte e para isso devem ser exterminados ou encaminhados para centros de recolhimento do líquido para obtenção de soro.

Pombos e morcegos também são animais que podem causar doenças respiratórias e diversos sintomas quando há infestações.

Sejam lá quais forem os insetos e ou animais peçonhentos sabemos que eles causam repuguinância e doenças diversas levando o ser humano a uma exposição desnecessária em que eles podem ser eliminados do convívio humano através de práticas de controle dessas pragas.

A escolha do método eficaz para o aparecimento desses seres indesejados pode ser diversa em forma de iscas, veneno e outros tantos métodos, o importante é que a central esteja preparada para o extermínio e afastamento dessas criaturas em tempo real quando for necessário.

Pois tais elementos podem não só causar prejuízos a saúde, como sossego, bem estar e prejuízo econômico também.

É importante que os funcionários tenham conhecimento na área e saibam lidar com os materiais e passem periodicamente por controle de saúde.

O trabalho desempenhado pela empresa de Controle de pragas deve ser sempre pautado em normas e legislações pertinentes e com pessoal treinado e capacitado para o desempenho das atividades.

Não interferindo na rotina do local, possuindo controle monitorado com cronograma e sugestão de medidas preventivas.


Exemplo de Centro de Controle de Pragas Urbanas com Capacidade de 50 atendimentos por dia.

Recepção de pacientes;
Área para registro de pacientes;
Sala de espera;
Salas para atendimento e consultas;
CME (Central de Material Esterilizado);
DML;
Escritório;
Vestiário;
Refeitório e
Área de Serviços