Como Montar uma Central de Vacinas

Como Montar uma Central de Vacinas

Para montar uma central de vacinas o empreendedor deverá em primeiro lugar oferecer serviços de qualidade e investir em pessoal treinado e especializado para desempenhar os trabalhos.

Uma central de vacinas deverá ser supervisionada por médicos e enfermeiras competentes e responsáveis.

A imunização é um fator importante para que doenças não se instalem e para isso a administração de doses deverá ser correta e supervisionada obedecendo às recomendações.

No Brasil as escolas , creches e muitos outros setores exigem a carteirinha de vacinação até mesmo para controle.

Pois algumas vacinas são obrigatórias para o controle da saúde pública.

Em viagens para o exterior a carteirinha de vacinação também é exigida.

Algumas das vacinas são:

BCG, que protege contra diversos tipos de tuberculose, Tríplice que protege contra o Tétano, Difteria e Coqueluche, Hepatite B, Poliomielite, Meningite, Rotavirus G1P1, Pneumonia, Febre Amarela, Caxumba, Rubéola, Varicela ou Catapora entre outras.

Algumas vacinas são disponibilizadas gratuitamente nos postos de saúde pelo governo federal e Estadual de acordo com o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.

Nos postos de saúde públicos são fornecidas carteirinhas de vacinação para o controle das doses a serem administradas.

E deverão também serem obtidas nas centrais de vacinas particulares.

Para saber mais clique aqui ou ligue 35.3721.8484 ou WhatsApp 35.99704.7091

A vacinação em crianças é mais comum do que em jovens, adultos e idosos.

Vacinação é muito importante na prevenção de doenças e na preservação da qualidade de vida do ser humano, impedindo que doenças se instalem causando sérios danos à saúde das pessoas e até a morte.

Muitas doenças já foram erradicadas pelo uso de vacinas.

Outras vacinas podem ser administradas em Clínicas especializadas em administração de vacinas que tem crescido muito no país, devido à procura imediata e para que não tenham que ficar esperando as datas obedecidas no calendário da vacinação pelo setor público.

Quem procura tais serviços geralmente são pacientes conveniados a planos de saúde ou particulares.

Para a montagem e instalações de uma central de vacinas o imóvel terá que estar apto para o funcionamento e alguns itens são obrigatórios como rampa para entrada e saída de pessoas com deficiência física e facilitando a locomoção.

Local arejado, espaçoso e com disponibilidade de lugares para acomodação de pessoas e com higienização constante.

Balcão de atendimento e muitos outros itens que deverão constar numa lista de equipamentos minuciosa e de acordo com o que deseja oferecer.

Para o funcionamento de uma central de vacinas é importante que obtenha uma licença e uma autorização junto a Secretaria Municipal de Saúde para exercer tais funções.

Quem deseja investir nesse ramo de saúde deverá estar apto para o desempenho desse tipo de trabalho, se informar quanto à legislação e disponibilizar de serviços médicos.

Para saber mais clique aqui ou ligue 35.3721.8484 ou WhatsApp 35.99704.7091

 

Clique abaixo para saber mais sobre Central de Vacinas

Planta Baixa de Central de Vacinas

Projeto de Centro de Conservação de Vacinas

Como Montar Clínica de Vacinação

Equipamentos e Máquinas para Centro de Conservação de Vacinas

Panta de Fábrica de Vacinas


Algumas vacinas são obrigatórias como:

Logo que o bebê nasce nas primeiras horas deve ser administrada a vacina contra a Hepatite B, alguns dias depois ele já toma a BCG, com 2 meses a Tríplice e a Pólio e depois deverá manter as outras doses aos 4 e 6 meses.

Com 9 meses a de Sarampo e Febre Amarela ou em caso de viagens para áreas recomendadas.

As vacinas contra catapora ou Varicela , Hepatite A, Rubéola deverão ser administradas a partir de 1 ano de idade.

Aos 15 meses os reforços da Pólio, Tríplice deverão ser administrados novamente.

Dos 4 aos 6 anos novamente o reforço da Tríplice e Pólio.

Dos 7 aos 10 anos novamente a BCG
E a partir dos 12 anos a Tríplice.

Outras vacinas como Gripe, Meningite são indicadas em casos de Epidemia.
As vacinas contra Tétano e Difteria têm a validade de 10 em 10 anos, portanto quando a mãe toma essa vacina na gravidez o filho estará imunizado até os 10 anos de idade. Após isso deverá tomar novamente.

Para saber mais clique aqui ou ligue 35.3721.8484 ou WhatsApp 35.99704.7091

Hepatite B – deverá tomar em qualquer idade.

A vacina Tríplice Viral que protege contra Sarampo, Rubéola e Caxumba deve ser administrada na Infância e em mulheres na idade fértil, quaisquer umas dessas doenças poderão causar seqüelas e até mesmo a morte.

Outras vacinas são recomendadas para pacientes que estão na 3ª Idade como a da Gripe, anti Pneumocócica.

O armazenamento de vacinas e a manipulação é um processo que deve ser visto com bastante cautela e conhecimento, por isso é que uma central de vacinas deve ser supervisionada constantemente por um médico para que não ocorram erros, que poderão ser fatais.

As vacinas devem ser refrigeradas e em condições adequadas desde que saem do laboratório até a utilização e aplicação no paciente.

O objetivo da vacina é a imunização do paciente, portanto a questão temperatura é um fator importantíssimo, pois se não estiver adequada poderá comprometer a eficácia e a imunização.


Exemplo de uma Central de Vacinas com capacidade para atendimento de 20 pessoas.


Recepção de pacientes;
Sala de espera;
Área para registro de pacientes;
Salas de exames e consultórios;
Salas de observação;
Posto de enfermagem e serviços;
Sala de utilidades (expurgo);
Sala de dispensação de medicamentos;
Sala administrativa;
Área de serviços;
Estacionamento e
Demais dependências.
Sendo assim o empreendimento deverá estar de acordo com a legislação, dentro de todas as especificações e exigências no setor.