Como Montar uma Fábrica de Pimentas

Como Montar uma Fábrica de Pimentas

Esse tipo de fábrica requer conhecimento na área, tipos e espécies de pimentas.

A Pimenta é alvo de críticas e também de muita aprovação quanto ao realce do sabor e enriquecimento de pratos desde ao simples até os mais requintados e exóticos.

Alguns fabricantes de pimentas em conservas e ou molhos de pimentas vivem em busca de novas sementes, por muitas vezes espalhadas pelo mundo afora, apostam até em viagens para conhecer e aprimorar suas técnicas.

As pimentas devem passar por preparo especial até se transformarem em conservas.

Todo o cuidado no cultivo, colheita, e processo de fabricação interfere de modo específico na conserva.

Projetos, Plantas, Planos de Negócios para Financiamento:
Clique aqui ou ligue 35.3721.8484  (WhatsApp 35.99704.7091)

O processo de fabricação deve ser higiênico e os funcionários devem utilizar de luvas , toucas e máscaras para protegerem as mãos e as mucosas, pois muitas pimentas podem causar queimaduras graves quando manuseadas.

Existem fábricas que processam a pimenta através de moagem, para isso ela deve ser limpa e adicionado outros temperos e condimentos como:

Água;
Cebola;
Vinagre e outras especiarias.
O processo também de fabricação deve passar pela etapa de curtir, pois a pimenta após a colocação da conserva seja ela moída ou inteira tem um prazo para que absorva os outros ingredientes e se torne curtida como dizem.

Os grandes restaurantes apostam nas pimentas como principais ingredientes para o tempero de muitos pratos.

Hoje podemos verificar nos grandes centros como temos variedades em pimentas, vidros elaborados perfeitos com a beleza da pimenta que chegam dar água na boca quando são vistos.

Além de bonita a pimenta realmente toma espaço cada vez mais no espaço gourmet.

Os chefes utilizam e aprofundam o conhecimento para utilizarem de forma correta e realçando sabores de mais variados pratos.

As cores das pimentas por serem vibrantes causam a vontade de consumir, basta ir com cautela e hoje em dia como ela é bem aceita até para presentear, enfeitar e tornar parte de decoração de muitos ambientes como restaurantes, residências e Mercearias ela aparece em evidência.

Clique abaixo para saber mais sobre Fábrica de Pimentas

Planta Baixa de Fábrica de Conservas de Pimentas

Projeto de Fábrica de Pimenta e Molho de Pimenta (Pimenta in natura, pimenta em conserva, pimenta seca, pimenta calabresa)

Como Montar Fábrica de Molho Barbecue

Projetos, Plantas, Planos de Negócios para Financiamento:
Clique aqui ou ligue 35.3721.8484  (WhatsApp 35.99704.7091)


No Brasil e nos países da América Latina a pimenta realmente tem mais espaço do que em outros.

Apesar de que a origem do consumo da pimenta vem dos países como Índia, Oriente médio, Coréia, China, Japão e Filipinas.

Propagou-se pelas Américas, Europa sendo a Espanha a mais famosa a utilizar em pratos típicos.

No México a Pimenta faz parte quase que de toda culinária.

Existem também franquias especializadas na fabricação de pimentas, onde todo o processo é passado para o interessado e assim inicia um processo de comércio mais aceito com nome e marca reconhecida no mercado.

Projetos, Plantas, Planos de Negócios para Financiamento:
Clique aqui ou ligue 35.3721.8484  (WhatsApp 35.99704.7091)

As Pimentas são muito utilizadas como decoração em vidros.

Já os molhos de pimenta são elaborados com as pimentas Malagueta e ou jalepenho.
Essas são picantes e o odor é característico.

As conservas de pimenta geralmente são elaboradas com vinagre e ou cachaça.

O vinagre é o responsável pela conservação e pela não formação de bactérias nas conservas de pimentas, prolongando a sua validade devido a sua acidez.

Para isso deve-se dar prioridade ao vinagre de álcool.

Ele é o que mais dá certo, não impedindo o uso de outros tipos de vinagre como o de frutas por exemplo.

Só que o vinagre de álcool é o mais indicado por manter as características e estruturas das pimentas em conserva.

As pimentas conservadas no óleo ficam muito mais picantes e o grau de ardência é acentuado.

Portanto o tempo de conservação é bem menor e também correm o risco de formar bactérias, inclusive as bactérias responsáveis pelo botulismo.

Portanto esse método é pouco utilizado.

Às vezes utiliza-se a combinação de ingredientes como:

Vinagre e cachaça, vinagre e óleo, 2 ou mais tipos de pimentas, sal, cravo da índia e outras especiarias que tem a finalidade de agregar o sabor e o aspecto interessante ao vidro de conserva.

Mais o método mais eficaz e geralmente o mais comum entre os fabricantes de pimentas é a utilização de vinagre somente.

Algumas conservas também utilizam legumes (picles) para diversificar e harmonizar dando a conserva o aspecto exótico.

É importante também que as pimentas estejam com bom aspecto e intactas, isso dará a conserva o maior tempo de durabilidade.

Os recipientes que serão colocadas as pimentas (vidros e tampas), devem ser lavados, esterilizados, fervidos e secos.

O cuidado ao manusear os vidros também é de extrema importância, pois eles não podem lascar nas bordas, isso pode causar risco à saúde de quem for consumir as pimentas.

Após a seleção e preparação das pimentas para ser colocadas nos recipientes, passando pelo processo de salmoura para melhor conservação, esse processo demora por volta de 7 a 8 horas.

Projetos, Plantas, Planos de Negócios para Financiamento:
Clique aqui ou ligue 35.3721.8484  (WhatsApp 35.99704.7091)


Após esse processo as pimentas são lavadas em água corrente para tirar o excesso de sal e escorrer para secarem novamente.

As pimentas menores devem ser furadas para evitar de ficarem flutuando na conserva.

Novamente as pimentas voltam ao processo de conserva, indo para um recipiente com o vinagre, água e sal.

Essa mistura é levada ao fogo para aquecimento somente por 5 minutos, permitindo que o vinagre penetre nas pimentas.

Esse tempo não deve ser maior que 5 minutos para que o vinagre não sofra com a perda de acidez e assim não conserve as pimentas do jeito adequado.

Logo em seguida devem ser colocadas nos vidros previamente esterilizados e preenchidos até o topo com as pimentas e o vinagre restante.

Rotulados e encaminhados par o armazenamento aguardando o período de 1 mês a 1 mês e meio para que as pimentas fiquem curtidas e prontas para o consumo.

No rótulo é necessário informar a procedência do produto, tempo de validade, ingredientes utilizados e modo de conservação.


Exemplo de Fábrica para Produção de Conservas de Pimentas com Capacidade de Produção de 100 kg por dia.


Recepção de matéria-prima;
Estocagem de matéria-prima;
Fabricação;
Estocagem de produtos acabados;
Escritórios;
Refeitórios e
Vestiários