Como montar uma Fábrica de Processamento de Pequi

Como montar uma Fábrica de Processamento de Pequi

Para saber mais clique aqui ou ligue 35.3721.8484 ou WhatsApp 35.99704.7091

O Pequi é o fruto de uma árvore nativa muito conhecida no interior de Goiás e na região do Tocantins no centro oeste do Brasil, região de Cerrado.

Podendo ser encontrado também em algumas regiões de Minas Gerais e Mato Grosso.

Sua árvore tem tronco de grande porte, seus frutos são protegidos por uma casca.

Muito utilizada na culinária sertaneja essa fruta de sabor peculiar e odor perfumado se destaca entre muitos pratos como o arroz com Pequi, o frango, peixe e algumas carnes.

Também é extraído o óleo de Pequi ou azeite como também é chamado, a fruta após o cozimento é falado que facilita a digestão.

A fruta é constituída de polpa espinhosa, pontiaguda que modifica toda ela por dentro.

A cor exuberante amarela forte destaca entre outros frutos do cerrado.

O nome desse fruto é indígena e sua origem vem das palavras indígenas em tupi guarani que significa “Casca Espinhenta” ou “Pele Espinhenta”

Se parece com um fruto comum como a maçã e por dentro tem um polpa onde é retirada a parte comestível.

Outras funções para este fruto estão em pesquisas desde a fabricação de produtos de beleza e produtos terapêuticos.

O sabão já foi produzido há muito tempo com o fruto, pois a mistura dele com as cinzas dão um produto de ótima qualidade além do óleo produzido por ele.

Muitos estudos científicos tem se intensificado para saber os benefícios e as propriedades desse incrível fruto.

Já temos a informação que ele é rico em Potássio, possui compostos antiinflamatórios, Fonte de fibras e vitaminas além do óleo essencial.

Também possui ácidos graxos e antioxidantes que protegem o coração de várias doenças.

A indústria cosmética tem investido bastante em pesquisas e produção de produtos a base do pequi como: Shampoos, hidratantes e produtos para pele e cabelos.

O Pequi só não poderá ser ameaçado de extinção e seu plantio terá que continuar para que possamos utilizar dele para produção e geração de tantos outros produtos.

A árvore produz frutos entre os meses de setembro a fevereiro.

A fruta nunca deve ser mordida devido ao tanto de espinhos que contém, para saborear deve roer ou raspar.

O processamento do fruto e novas técnicas podem fazer o pequi como conserva através de equipamentos e soluções apropriadas para descascar, processar e produzir a conserva.

O alimento deverá ser limpo, lavado e sanitizado para o preparo da conserva evitando assim a contaminação com as superfícies e os microorganismos.

Sempre em alerta com o procedimento padrão, equipamentos adequados e higienização do local e do próprio alimento.

Isso reduz em grande parte as contaminações e contribui para que o alimento produzido seja de acordo para o consumo.

O alimento deve ser recebido os frutos selecionados, encaminhados para lavagem, descasque, pré cozimento, secagem e envase.

Exemplo de Fábrica de Processamento do Pequi

Recepção de Matéria Prima;
Depósito de Matéria Prima;
Fabricação;
Embalagem Primária;
Embalagem Secundária;
Depósito;
Expedição;
Escritório;
Vestiário e
Refeitório.