ComoIniciar! Fone 35.3721.8484

Como Montar uma Nova Empresa

Como Montar Fábrica de Pudim

Clique abaixo para saber mais sobre Fábrica de Pudim

Planta Baixa de Fábrica de Sobremesa Láctea

Projeto de Fábrica de Processamento de Pudins

Como Montar Confeitaria

Dentro do empreendedorismo muitas novidades estão aparecendo.

Isso acontece de acordo com a ousadia do fabricante e da aceitação do público consumidor.

Algumas empresas apostam nas receitas da vovó, como os pudins de leite condensado, mousses entre outras de aceitação certa.

A fabricação é bem simples.

Para o início, o necessário é que tenha uma moderna cozinha industrial que possa ser revestida com superfície lavável e tenha todos os equipamentos necessários para a produção dos doces.

Os pudins podem ser vendidos no comércio como supermercados, padarias, lojas de doces, hotéis, pousadas, bares, escolas, restaurantes, eventos entre outros setores diversos do comércio de alimentos.

As receitas podem ser variadas, devem passar por testes laboratoriais e possuir tabela de informação nutricional.

O produto deverá ser etiquetado com as informações referentes ao fabricante, ingredientes e outras informações referentes ao produto.

O produto deverá ser embalado e ou poderá ser vendido na forma de alumínio e desenformado no estabelecimento com direito a exposição em vitrine climatizada para venda ao consumidor.

Os equipamentos que fazem parte da estrutura do negócio podem variar entre:

Misturadeiras, dosadoras, assadeiras e ou fornos industriais, câmara fria para armazenamento, entre outros.

Existem no mercado muitos modelos de máquinas automatizadas que realizam o processo de fabricação sob supervisão de funcionários.

Também na linha de confeitagem, muitos equipamentos dão o toque final o produto.

O mercado da confeitaria e da linha de doces é bem competitivo e o empreendedor que sai ganhando é aquele que tem criatividade, habilidade e aceitação do público consumidor.

O processo artesanal de produção de doces e pudins ainda não é coisa do passado, pois muitas confeitarias, fábricas de doces ainda produzem de forma manual e com todo o cuidado as sobremesas admiradas por muitos ao longo do tempo.

Dependerão do empreendedor a forma e o poder aquisitivo que pretenderá utilizar nesse tipo de negócio.

O que muitos empreendedores no ramo avaliam é que os gastos com funcionários podem ser substituídos por equipamentos automatizados que produzem maior quantidade em menor espaço de tempo.

Com essa redução de gasto podem intensificar a produção e assim a empresa sai ganhando mais lucro na produção com a venda maior do produto.

Existem diversos equipamentos na área de panificação e confeitaria o ideal é que o empreendedor que deseja fabricar esse produto faça cursos, visite feiras de equipamentos voltados a esse tipo de produção e conheça os materiais utilizados e muitos outros equipamentos necessários e assim poderá iniciar sua produção.

Os ingredientes utilizados na fabricação do tradicional pudim de leite são:

Leite Integral e ou desnatado, Leite Condensado, ovos, açúcar para a confecção da calda e água.

A calda deverá ser elaborada antes do processo de fabricação do pudim.

Assim quando estiver com a receita já em ponto de colocar para assar a calda estará mais fria e com o ponto ideal para aderência a forma.

A cor da calda deverá ser dourada e por isso ela é chamada de caramelizada.

O pudim que tem uma razoável quantidade de calda no fundo da forma tem a chance de desenformar melhor.

O desenforme deverá ser feito com a forma já fria.

Os pudins podem variar em sabores de acordo com a adição de ingredientes e formas de acordo com as formas utilizadas.

Quanto aos sabores os mais apreciados são os de leite, chocolate, café, ameixa, baunilha entre outros



Pra a fabricação de calda poderão ter variações como:

A tradicional calda de açúcar queimado, ou sabores como framboesa, baunilha, damasco, frutas vermelhas e outras que darão o toque especial ao pudim.

Geralmente os pudins são assados em banho Maria, isso é dentro de uma assadeira contendo a forma com os ingredientes já misturados e esta assadeira contendo água para que asse de forma igual e não queime e nem seque a água.

O tempo de preparo poderá ser variado, isso a prática e a experiência definirão como e quanto tempo o pudim ficará assando.

Pois terá que ter a consistência firme para o corte, só que não poderá passar de assado, senão queimará e secará a calda que estará no fundo da forma.

Esses pequenos truques culinários poderão ser passados através de cursos de culinária e confeitaria que o fabricante deverá fazer antes mesmo de abrir o negócio.

E ou treinar os funcionários para exercer as respectivas funções.

Deverá estar em dia com a documentação para o funcionamento da empresa e um contador deverá ser contratado para dar andamento a essa documentação.

Todo o processo de funcionamento deverá estar de acordo com as normas de fiscalização de produtos alimentícios, pois a higiene e manipulação de alimentos requerem cuidados e deve seguir direitinho tudo o que é especificado quanto a isso.



Exemplo de Fábrica para Produção de Processamento de Pudins com Capacidade de Produção de 100 kg por dia

Recepção de Matéria Prima;
Depósito de Matéria Prima;
Fabricação;
Embalagem Primária;
Embalagem Secundária;
Depósito;
Expedição;
Escritório;
Vestiário e
Refeitório.

 

Para saber mais ligue para 35.3721.8484

 

Como Montar Fábrica de Pudim

 

 

Plantas e Layouts relacionados com Fábrica de Pudim

Clique abaixo para saber mais sobre Fábrica de Pudim

Fábrica de Sobremesa Láctea

Fábrica de Processamento de Pudins

Confeitaria

 


   

Fale Conosco
Entre em contato conosco para informaçoes, para uma consulta ou para adquirir um projeto que não conste na lista acima.