Como Montar Hospital de Pequeno Porte

PROJETOS PARA HOSPITAL DE PEQUENO PORTE
PLANTA BAIXA | ESTUDOS DE VIABILIDADE

ENTRE EM CONTATO

WhatsApp 35.99730.7627


 

Como Montar Hospital de Pequeno Porte

ENTRE EM CONTATO

WhatsApp 35.99730.7627

Projeto de Hospital de Pequeno Porte


Como Montar Hospital de Pequeno Porte

CLIQUE AQUI para saber mais sobre este Projeto e Planta Baixa

 

ENTRE EM CONTATO

WhatsApp 35.99730.7627

 

O objetivo de um hospital é o atendimento médico e tratamento de enfermagem a doentes, traumas e acidentes.

Muitos hospitais trabalham com o sistema de atendimento e diagnóstico de doenças, realização de exames e atendimento ao público.

Um hospital deve manter a ética, integridade física do paciente e dispor de tecnologia e metodologias de atendimento de modo que o paciente se torne o mais importante personagem de todo esse contexto.

Alguns hospitais também abrigam setores de pesquisa e desenvolvimento de técnicas especiais para atendimento as doenças graves e tratamento.

Os hospitais podem funcionar de forma particular ou pública atendendo a diversos setores da medicina.

Alguns hospitais trabalham de forma conveniada com planos de saúde particular, empresas de grande porte, órgãos do governo e sistema único de saúde que é o atendimento conhecido pelo nome de SUS.

Dentre os serviços prestados em um hospital podemos destacar:

• Atendimento e consultas;
• Ambulatório;
• Laboratório de análises;
• Realização de RX e outros exames;
• Internações;
• Cirurgias;
• Acompanhamentos de doenças crônicas e muitos outros.

Para que funcione um hospital precisa de um setor administrativo que terá entre seus profissionais:

• Diretor;
• Gerente;
• Administrador;
• Técnicos em contabilidade;
• Técnicos em enfermagem;
• Profissionais de limpeza e higienização;
• Médicos de diversas especialidades;
• Enfermeiros Padrão;
• Técnicos em radiologia e outros aparelhos de diagnósticos;
• Atendentes;
• Telefonistas;
• Terapeutas e Psicólogos;
• Profissionais para procedimentos em laboratório entre outros.

Entre as especialidades médicas algumas são indispensáveis como:

• Pediatria;
• Cirurgia;
• Ortopedia e traumatologia;
• Radiologia;
• Anestesista;
• Neurologia;
• Cardiologia;
• Infectologia e
• Geriatria.

Outras especialidades podem integrar o corpo clínico e o empreendimento como:

• Fisioterapia;
• Psicologia;
• Terapia Ocupacional;
• Fonoaudiologia e
• Serviço de Assistência Social.

Outras especialidades devem ser encaixadas com o perfil do empreendimento e atendimentos.

Um hospital deve disponibilizar de setor de triagem, encaminhando os pacientes para emergências, atendimentos diversos e internações.

A Instituição deve manter um atendimento humanizado e particularmente tratar cada caso com ética e profissionalismo para que o paciente possa ser encaminhado de acordo com a necessidade.

Muitos hospitais contam com leitos disponibilizados a pacientes em enfermarias ou apartamentos conjugados ou únicos.

Alguns possuem área para:

• Maternidade;
• Berçário;
• UTI Neonatal;
• Brinquedoteca;
• Sala de espera para familiares;
• Sala de recuperação de pacientes;
• Capela;
• Farmácia;
• Setor de pronto socorro infantil e adulto separadamente;
• Salas de consultas;
• Centro de diagnósticos;
• Centro Cirúrgico;
• Terapia Intensiva;
• Unidades Assistenciais;
• Banco de Sangue;
• Sala para palestras;
• Setor de luto e
• Área para velórios.

É importante que todo o empreendimento tenha políticas de campanhas internas de conscientização, coleta seletiva, cuidados com o lixo hospitalar e responsabilidade social.

Muitos desses empreendimentos trabalham com profissionais residentes em medicina levando atendimento de qualidade e definindo outro tipo de atendimento de e prestação de serviços adequados.

Muitos hospitais estão em constante ampliação de serviços, atendimentos e dependências como é o caso de criação de setores como:

• Hemodiálise;
• Atendimento a pacientes com câncer e
• Setores de diagnósticos diversos.
As alas são definidas como:
• Femininas;
• Masculinas;
• Infantis;
• Maternidade;
• Terapia Intensiva;
• Área Cirúrgica e
• Doenças Infecto Contagiosas.
A escolha para a construção do hospital deve ser uma área ampla onde poderá iniciar suas atividades moderadamente, seguindo o padrão de ampliações como muitos outros.

Muitos hospitais definem o empreendimento como tantos atendimentos diários ou mensais criando assim uma definição de capacidade, podendo estar aberto a ampliações e empreendimentos complementares.


Exemplo de Hospital-Dia com 32 leitos e área de 3.000 m²
Unidade com as seguintes seções:
1. Sala Multiuso;
2. Administração;
3. Refeitório;
4. Cozinha;
5. Lavanderia;
6. Arquivo;
7. Entrada de funcionários;
8. Demais dependências;
9. Recepção de pacientes;
10. Sala de espera;
11. Área para registro de pacientes;
12. Salas de exames e consultórios;
13. Centro cirúrgico para risco baixo e médio (com vestiários de barreira, escovação, sala de cirurgia 1 e 2, repouso, observação, conforto médico, expurgo);
14. Elevador;
15. Quartos (16 unidades com 32 leitos);
16. Posto de enfermagem e
17. Capela.

 

ENTRE EM CONTATO

WhatsApp 35.99730.7627